Jornada molecular Colo de útero

Em tumores de colo de útero, a jornada molecular na doença inicial envolve a análise de p16 via IHQ e de HPV alto risco (16-18) por qPCR. Na doença avançada, é recomendada a avaliação de status MSI/MMR (mismatch repair). Os painéis somáticos amplos de NGS podem detectar mutações acionáveis como nos genes PIK3CA e ERBB2, além de avaliar a alta carga mutacional tumoral (TMB) e confirmar o status MSI. Testes moleculares dirigidos podem direcionar decisões clínicas mais assertivas, que incluem medidas preventivas, terapias alvo e imunoterapias.

Metodologia

Metodologias Exame
MMR
RE
RP
HER2
L1CAM
TP53
HPV alto risco (16-18)
MSI
GS Infinity - Painel amplo DNA/RNA
GS Focus Ampliado - Painel dirigido DNA
GS Focus Liquid
Clique aqui e fale direto com a OCPM