Especialidades

Cirurgia Vascular

A cirurgia vascular é o conjunto de procedimentos que podem ser feitos para doenças no coração. Na oncologia, é importante para lidar com os efeitos colaterais do tratamento de câncer. Saiba mais.
Cirurgia Vascular

O que é cirurgia vascular?

Antes de falarmos sobre a cirurgia vascular é importante introduzir o assunto com a angiologia; especialidade médica que estuda, diagnostica e  trata doenças vasculares (que acometem vasos sanguíneos e vasos linfáticos, como varizes, aneurismas e obstruções arteriais).

Cirurgia vascular e o câncer

Pacientes com tumores com invasão nas estruturas vasculares podem ser submetidos à cirurgia vascular e endovascular (subespecialidade da cirurgia vascular para tratamento das doenças circulatórias, utilizando cateteres e guias, manipulados à distância e monitorados por telas/monitores) 

Na cirurgia, existe a reconstrução dos vasos (artérias e veias) acometidos pelo tumor. O procedimento colabora para a melhoria do prognóstico e sobrevida dos pacientes. Além do suporte no tratamento oncológico, a especialidade trata de doenças arteriais (aterosclerose), venosas (varizes, tromboses profundas) e linfáticas. [2]

O médico especialista nessa área é o angiologista. Sendo muito procurado para tratamento de varizes, o angiologista também cuida das seguintes doenças:

  • Arteriosclerose – excesso de gordura e outros elementos nas artérias diminuindo a irrigação de sangue no corpo;
  • Insuficiência Vascular Cerebral – vasos cerebrais com processo obstrutivo que, se não tratados, podem causar um AVC (Acidente Vascular Cerebral);
  • Trombose Venosa Profunda – problema na coagulação do sangue, obstrução de veias profundas;
  • Aneurisma Arterial – dilatação das artérias com risco de ruptura;
  • Vasculite – inflamação dos vasos.

O angiologista atua juntamente com a cirurgia vascular, que também é uma especialidade médica (responsável por cuidar dos vasos linfáticos e sanguíneos). É o cirurgião vascular que trata, tanto dos vasos da região abdominal, como das pernas, do tórax, do pescoço e também dos membros superiores, atuando na correção tanto de artérias com estenoses – artérias que sofreram estreitamento, como artérias dilatadas, obstruídas ou que sofreram algum tipo de traumatismo. [1]

Efeitos adversos da Cirurgia Vascular

O paciente que precisa deste tipo de cirurgia, em geral, apresenta aterosclerose disseminada, havendo um maior risco de IAM (Infarto do miocárdio), AVC ou morte. Por isso, o médico deve realizar uma avaliação pré-operatória minuciosa, a fim de identificar os maiores fatores de risco e corrigir aquilo que for possível. Além disso, no pós-operatório é necessária atenção a aspectos específicos da cirurgia vascular.

O que é arteriosclerose?

A arteriosclerose é o acúmulo de gordura, cálcio e outros elementos na parede das artérias, causando inflamação crônica e dificuldade para a passagem de sangue.

Atacando a artéria coronária, o problema pode provocar dor torácica durante o esforço (angina de peito) ou infarto. No caso das carótidas (artérias do pescoço) provoca perturbações visuais, paralisias transitórias e desmaios ou derrame (AVC); nas artérias ilíacas e femorais (artérias de membros inferiores), claudicação intermitente (dor nas pernas ao caminhar), queda de pelos, atrofias da pele, unhas e músculos e risco de perda do membro. 

O hábito de fumar, o sedentarismo, bem como a alimentação rica em gorduras e o histórico familiar contribuem para o desenvolvimento da aterosclerose. O angiologista e/ou cirurgião vascular é o médico indicado para avaliar e tratar essa condição. [3]

O que é escleroterapia?

A escleroterapia é o tratamento de varizes ou vasinhos na pele, sem necessidade de cirurgia. O angiologista e/ou cirurgião vascular faz uma aplicação de substâncias ou mesmo laser para esse tratamento. Saiba mais abaixo:

Escleroterapia com substância líquida – consiste na aplicação de uma injeção com produto esclerosante diretamente nas varizes.

Escleroterapia com espuma – indicada para casos específicos, consiste em aplicar uma substância, em forma de espuma densa, diretamente nas varizes, que provoca uma reação nas paredes dos vasos fechando-os.

Escleroterapia a laser – o laser trata as varizes por cauterização enquanto a escleroterapia líquida ou espuma trata por inflamação do vasinho. É realizada em associação com a escleroterapia líquida ou espuma. A escleroterapia a laser não é recomendada para pessoas de pele negra ou muito bronzeada. [4]

REFERÊNCIAS

1- [MINISTÉRIO DA SAÚDE, ACESSO EM 27/08/2021 >> https://antigo.saude.gov.br/atencao-especializada-e-hospitalar/especialidades/angiologia/prevencao-e-diagnostico/839-angiologia/40963-angiologia]

2 – [AC CAMARGO CÂNCER CENTER, ACESSO EM 27/08/2021 >> https://www.accamargo.org.br/sobre-o-cancer-especialidades-medicas-de-suporte/cirurgicas/cirurgia-vascular-e-endovascular]

3 – [SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR, ACESSO EM 27/08/2021 >> 

https://www.facebook.com/sbacvnacional/posts/1858202867584532]
4- [SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA E DE CIRURGIA VASCULAR, ACESSO EM 27/08/2021 >> https://sbacv.org.br/por-que-tratar-vasinhos-e-varizes-com-angiologista-e-ou-cirurgiao-vascular/]

Compartilhe
Ou compartilhe o link
Link copiado para sua área de trabalho.

Especialidades

Conheça todas as especialidades médicas dos profissionais do Grupo Oncoclínicas
Saiba mais
Clique aqui e fale direto com a OCPM