Especialidades

Coloproctologia

A coloproctologia é uma especialidade médica que lida com estudos de cânceres dos intestinos grosso, delgado, além do reto e do ânus, assim como assoalho pélvico, e outras patologias, seja nos tratamentos cirúrgicos ou não cirúrgicos. Saiba mais.
Coloproctologia

Coloproctologia trata-se de uma ampla especialidade médica relacionada à Gastrenterologia que é direcionada aos estudos de cânceres dos intestinos grosso, delgado, além do reto e do ânus, assim como assoalho pélvico, e outras patologias, seja nos tratamentos cirúrgicos ou não cirúrgicos. São os principais deles: câncer de cólon, câncer de reto e câncer colorretal.

Tipos de câncer colorretal

O tipo de câncer colorretal mais comum e que representa 95% dos tumores que afetam o intestino grosso é o Adenocarcinoma. Outros tipos, apesar de mais incomuns, também podem afetar o intestino grosso. 

  • Tumor neuroendocrino

Originados de células neuroendócrinas localizadas no intestino grosso. Os tumores neuroendócrinos podem produzir hormônios, e quando isso acontece o paciente pode apresentar diversos sintomas relacionados a essa produção.

  • Linfomas

Originados nos linfócitos, isto é, nas células de defesa que se localizam no intestino grosso. Apesar de se localizar em um órgão sólido, é uma neoplasia hematológica, pois sua célula de origem é do sistema hematopoiético. O médico responsável pelo seu tratamento é o hematologista.

  • Tumor estromal gastrointestinal

Originam-se das Células de Cajal, que são as responsáveis pela regulação da peristalse do trato digestivo. Na maioria dos casos, possuem características moleculares que são usadas como alvo terapêutico.

  • Melanoma

São originados nos melanócitos localizados na mucosa intestinal. São tumores raros e representam menos de 1 % de todos os cânceres do intestino grosso. Os melanomas de mucosa possuem características clínicas e prognósticas diferentes dos melanomas originários da epiderme.

  • Leiomiossarcomas

Originados nas células de músculo liso que compõem o intestino grosso.

Tipos de cirurgia na Coloproctologia

As principais formas cirúrgicas de tratamento nesta área médica incluem: 

  • Colectomia

A colectomia é a cirurgia para remover parte ou todo cólon e os gânglios linfáticos próximos. Se parte do cólon é removido, denomina-se hemicolectomia, colectomia parcial ou ressecção segmentar. Se todo o cólon é retirado, denomina-se colectomia total. Muitas vezes, não é necessária a colectomia total para tratar o câncer de cólon. Geralmente é realizada apenas se existe doença na parte do cólon sem o câncer, como centenas de pólipos ou, às vezes, com doença inflamatória do intestino.

  • Ileo / colostomia

Ostomia é o termo genérico que descreve a abertura de um órgão oco do interior do organismo (digestivos, respiratórios, urinários) na superfície da pele, criando um estoma.  Ileostomia ou colostomia são derivações intestinais em que o íleo (intestino delgado) ou o cólon (intestino grosso) se exteriorizam na parede abdominal, formando um novo local para a saída das fezes. Após uma ileostomia ou uma colostomia, o paciente utiliza uma bolsa especial aderida à pele para que suas fezes sejam coletadas e recolhidas.

  • Polipectomia

Alguns cânceres de cólon iniciais ou pólipos podem ser removidos durante uma colonoscopia. Quando isso é feito, não é necessária nenhuma incisão no abdome do paciente.

Na polipectomia, o tumor é removido como parte do pólipo, geralmente passando um loop de fio através do colonoscópio para cortar o pólipo da parede do cólon com uma corrente elétrica. Na excisão local o procedimento é um pouco mais extenso e pode remover tumores superficiais e uma pequena quantidade de tecido próximo da parede do cólon.

  • Estenoplastia

Em algumas ocasiões, o estreitamento do intestino (estenose) é tão grande que nem os instrumentos de dilatação conseguem passar. Nestes casos e em algumas outras situações, realiza-se o procedimento de estenoplastia. Este consiste na realização de pequenos cortes na região da estenose com auxílio de um estilete que é passado pelo canal de trabalho do endoscópio. Este pequenos cortes ajudam abrir o estreitamento facilitando a passagem dos dilatadores e acelerando o processo do tratamento. 

  • Hemorroidectomia

A Hemorroidectomia é conhecida como a cirurgia de remoção da hemorróida interna ou externa. Alguns médicos utilizam bisturis elétricos no procedimento. O fechamento (com pontos) ou não, também é uma opção dos médicos.

Existe também a técnica de PPH, que é uma forma de remover as hemorroidas através de um grampeador (anel), que promove a retirada dos mamilos hemorroidários prolapsados.

Outra técnica é a chamada TDH, indicada apenas para hemorroidas internas, realizado com um anuscópio, que se apresenta como uma haste flexível, com espessura de um centímetro, auxiliando o cirurgião a identificar a artéria na região da cirurgia.

  • Anoplastia 

O objetivo da anoplastia é a restauração da função normal do ânus, mediante a divisão da constrição e alargamento do canal anal.

Possíveis efeitos adversos 

Os possíveis efeitos colaterais da cirurgia dependem de vários fatores, como extensão da cirurgia e do estado geral de saúde do paciente antes da cirurgia. Algumas alterações podem incluir sangramento pós-cirúrgico, infecções e coágulos sanguíneos nas pernas.

Após a cirurgia, podem apresentar-se aderências em órgãos ou tecidos, que às vezes chegam a bloquear o intestino, o que requer uma cirurgia adicional.

Alguns pacientes podem necessitar uma colostomia (ou ileostomia) temporária ou permanente após a cirurgia, o que pode levar algum tempo para se acostumar e necessita de alguns ajustes no estilo de vida.

REFERÊNCIAS:

https://sbcp.org.br/

https://portaldacoloproctologia.com.br/

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cirurgia-para-cancer-de-colon/542/180/#:~:text=A%20colectomia%20%C3%A9%20a%20cirurgia,%2C%20denomina%2Dse%20colectomia%20total 

https://www.abc.med.br/p/exames-e-procedimentos/1279983/ileostomia+e+colostomia+como+sao+quem+precisa+fazer+quais+as+possiveis+complicacoes.htm

https://jacobeparesoto.com.br/antigo/dilatacao-do-colon http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cirurgia-para-cancer-de-colon/542/180

Compartilhe
Ou compartilhe o link
Link copiado para sua área de trabalho.

Especialidades

Conheça todas as especialidades médicas dos profissionais do Grupo Oncoclínicas
Saiba mais
Clique aqui e fale direto com a OCPM