11ª edição

Novos dados do CheckMate 649 apontam que a adição de nivolumabe à quimioterapia para tratar doença avançada metastática ou irressecável melhora prognóstico

por: Grupo Oncoclínicas
Novos dados do CheckMate 649 apontam que a adição de nivolumabe à quimioterapia para tratar doença avançada metastática ou irressecável melhora prognóstico

Comissão científica

Alexandre Jácome
Alexandre Jácome
Alexandre Palladino
Alexandre Palladino
Gabriel Prolla
Gabriel Prolla
Roberto Gil
Roberto Gil

Colaboradores

Noelle Suemi Wassano Nakayama
Noelle Suemi Wassano Nakayama

O CheckMate 649, estudo de fase III, randomizado, multicêntrico e aberto, comparou o nivolumabe em combinação com quimioterapia à base de fluoropirimidina platina versus quimioterapia isolada em indivíduos com câncer gástrico ou esofagogástrico avançado/metastático, virgens de tratamento. Indivíduos HER-2 positivos foram excluídos.

“Foi o primeiro estudo que mostrou uma sobrevida global maior do que um ano em pacientes com adenocarcinoma gástrico avançado HER-2 negativo”, comenta a oncologista clínica do Instituto de Hematologia e Oncologia de Curitiba (IHOC), clínica do Grupo Oncoclínicas, Noelle Suemi Wassano.

No acompanhamento mínimo de 12 meses para 1581 pacientes randomizados, a combinação de nivolumabe + quimioterapia teve um benefício de sobrevida global estatisticamente significativo versus quimioterapia em todos os pacientes. O benefício de sobrevida livre de progressão também foi observado, com chance 23% menor de recorrência nos pacientes que receberam nivolumabe.

Acesse o nosso site e leia o artigo completo com todos os detalhes desse estudo.

Acesse o artigo completo deste estudo
Download
Compartilhe
Ou compartilhe o link
Link copiado para sua área de trabalho.L
Clique aqui e fale direto com a OCPM