Tratamentos

Hormonioterapia

Hormonioterapia é um tratamento para tipos de câncer que surgem por conta de hormônios presentes no corpo. A terapia bloqueia a produção, ou interfere no local onde os hormônios agem, retardando ou interrompendo o crescimento de tumores. Saiba mais.
Hormonioterapia

O que é hormonioterapia

A hormonioterapia é um tratamento utilizado na oncologia para retardar ou interromper o crescimento dos tipos de câncer que recebem o estímulo de hormônios presentes no organismo do paciente para se desenvolver e se proliferar. Também é chamado de terapia hormonal ou terapia endócrina.

Tipos de hormonioterapia

A terapia hormonal é dividida em dois grupos amplos:

  • Hormonioterapia que bloqueia a capacidade do organismo de produzir mais hormônios; e
  • Hormonioterapia que interfere nos locais onde os hormônios agem no corpo.

Como é feita a hormonioterapia

  • Medicamentosa via oral: é feita por meio da ingestão de comprimidos;
  • Medicamentosa injetável: o medicamento é administrado via injeção subcutânea ou intramuscular (que pode ser feita no braço, na coxa, no quadril ou logo abaixo da pele, na camada de gordura do braço, da perna ou da barriga);
  • Não medicamentosa cirúrgica ou castração cirúrgica: o paciente é submetido a uma cirurgia para remover o órgão que produz hormônios, como os ovários (ooforectomia) ou os testículos (orquiectomia); e 
  • Ablação por radioterapia (não medicamentosa): aplicação de uma dose de radiação nos ovários para que eles percam a função de produzir hormônios.

O tratamento pela via oral pode ser feito em casa. Já os outros tipos requerem a ida para a clínica especializada ou para o hospital.

Aplicações da hormonioterapia 

A hormonioterapia é mais utilizada no tratamento do câncer de mama e de próstata, que precisam de hormônios para se desenvolver, sendo assim suscetíveis aos efeitos desses medicamentos. Ela pode ocasionalmente ser feita em associação com outros medicamentos que potencializam sua ação. 

Seus principais objetivos são:

  • Reduzir o tamanho do tumor antes da cirurgia ou da radioterapia (tratamento neoadjuvante);
  • Diminuir o risco de recidivas, ou seja, que o câncer retorne após o término do tratamento principal (tratamento adjuvante); e
  • Servir como tratamento para controle de lesões que voltaram a crescer (recidiva) ou se espalharam para outras partes do organismo (metástase).

Efeitos colaterais da hormonioterapia 

Os efeitos adversos podem manifestar-se de forma variada, são alguns deles:

  • Fadiga
  • Variações de humor
  • Ondas de calor
  • Insônia
  • Redução da libido
  • Ganho de peso
  • Osteoporose

Na Oncoclínicas combinamos as inovações científicas da oncologia com cuidados personalizados mais eficazes contra o câncer, conheça todos os nossos tipos de tratamentos.

Compartilhe
Ou compartilhe o link
Link copiado para sua área de trabalho.

Tratamentos para o Câncer

Conheça a nossa série de conteúdos relacionado ao tratamentos para o câncer
Saiba mais
Clique aqui e fale direto com a OCPM