Tratamentos

Infusões Não Oncológicas

Infusões não oncológicas são tratamentos imunobiológicos. No combate ao câncer são com anticorpos monoclonais, que se ligam às citocinas e outras substâncias para combater as moléculas intracelulares que causam processo inflamatório. Saiba mais.
Infusões Não Oncológicas

O Grupo Oncoclínicas possui clínicas ambulatoriais que oferecem tratamentos clínicos e medicamentosos contra o câncer (quimioterapia, imunoterapia, terapia-alvo e radioterapia). Além disso, existem medicamentos para doenças não oncológicas que são administrados em centrais de infusão do Grupo.

O que são Infusões Não Oncológicas?

São tratamentos com medicamentos de infusão não oncológica  – ou tratamentos imunobiológicos – que ajudam no combate às inflamações autoimunes, que incluem doenças como artrite reumatoide, asma, doença inflamatória Intestinal (doença de Crohn), esclerose múltipla, lúpus e também casos de câncer. 

Essa classe de medicamentos tem como base anticorpos humanos ou de origem animal, modificados em laboratório por meio da engenharia genética. Embora essas drogas sejam muito usadas no tratamento de doenças reumáticas, também podem ser empregadas em tumores malignos.

Existem ainda infusões para doenças hematológicas não malignas, como ferro intravenoso, vitaminas e anticorpos monoclonais.

Como funcionam as Infusões Não Oncológicas?

As infusões não oncológicas para combate ao câncer são feitas com anticorpos monoclonais, que se ligam às citocinas ou outras substâncias para combater as moléculas intracelulares que causam o processo inflamatório. As citocinas são moléculas responsáveis pela comunicação entre as células e participam da regulação do sistema imunológico. 

Outras formas de utilização das infusões não oncológicas são:

  • Terapia imunoestimulante – uso de substâncias que incrementam a atividade do sistema imunobiológico;
  • Terapia de imunoglobulinas – transferência de anticorpos (imunoglobulinas, Ig);
  • Fator estimulador de colônias de granulócitos humanos (G-CSF) – indicado para redução na duração da neutropenia e da incidência de neutropenia febril em pacientes tratados com quimioterapia citotóxica, ou para doenças hematológicas;
  • Suplementação de ferro – medicamento destinado ao tratamento de anemias causadas por deficiência (falta) de ferro no organismo;
  • Pulsoterapia – aplicação de alta dose de medicamento, por um curto período de tempo, através da veia; e
  • Antibioticoterapia – terapia com o uso exclusivo de antibióticos, venoso ou intramuscular, para evitar internação. 

Como e onde são realizadas?

As infusões não oncológicas podem ser feitas em centros de infusão especializados para aplicação endovenosa, intramuscular ou subcutânea. Outras possibilidades são os centros infusionais das clínicas ambulatoriais e os Centros de Infusão e Terapias especializados.

Possíveis efeitos colaterais

Existe uma variedade de efeitos colaterais que podem ser causados pelo uso de medicamentos imunobiológicos. Cada corpo tem uma reação específica a eles, dependendo de fatores como dosagem, saúde geral (comorbidades), idade e exposição a outros fármacos.

Os efeitos colaterais mais relatados são diarreia, vômito, náusea, hipertensão, dores musculares, hipoglicemia, retenção de líquidos e fadiga.

É muito importante o acompanhamento do médico, pois existem medicamentos de suporte que evitam ou minimizam esses efeitos colaterais.

Compartilhe
Ou compartilhe o link
Link copiado para sua área de trabalho.

Tratamentos para o Câncer

Conheça a nossa série de conteúdos relacionado ao tratamentos para o câncer
Saiba mais